Reconhecimento de Faces em Vídeo de Alta Resolução

Objetivo: Implementar uma solução, utilizando placa FPGA, que capture vídeos em resolução full-HD (1920x1080) e que seja capaz de fazer a detecção de faces humanas e a extração das duas características, em tempo real.

Descrição: A detecção de faces humanas pode ser feita tanto a partir de imagens isoladas quanto de sequências de imagens, ou seja, vídeos. Porém, dentro do contexto dos sistemas de segurança e monitoramento, a fonte de dados mais comumente usada é o vídeo. Por conta da diminuição dos custos dos equipamentos de captura de vídeo, é cada vez mais comum a presença de câmeras com qualidade full-HD nesses sistemas. Câmeras com maior resolução são capazes de captar uma cena maior para uma dada quantidade de pixels por objeto observado.

Attach:Gradiente_Heron.mp4

PLCM Chip

Power Line Communication Modem IP-Core (PLCM) é um projeto desenvolvido desde 2012 pelo LAD no âmbito do programa federal Brazil-IP.

Objetivo: Desenvolver um IP-core que implemente as funcionalidades da camada física de um sistema de comunicação PLC (comunicação pela rede elétrica) em banda estreita.

Descrição: O IP-core implementará métodos de modulação e demodulação totalmente digitais, de modo que uma interface analógica mínima seja necessária para seu uso. Além disso, ele deverá lidar com os efeitos do ruído no canal, implementando esquemas de detecção e correção de erros. Como esquema de modulação, planeja-se utilizar o S-FSK, segundo especificado no padrão IEC 61334-5-1.

Aplicação: O IP-Core poderá ser usado como parte de um sistema inteligente de monitoramento de consumo energético ou de automação residencial. Nesse caso, poderia ser acionado por um processador que implemente as camadas mais altas do sistema de comunicação.

Fase atual do projeto: Desenvolvimento.

SPVR Chip

Chip Speaker Verification System (SPVR) ou Sistema de Verificação de Voz, é um projeto desenvolvido desde 2009 pelo LAD através do programa federal Brazil-IP.
Descrição: Chip capaz de reconhecer a voz humana.
Objetivo: Identificar a voz da pessoa funcionando da seguinte forma. O usuário se cadastra no sistema, grava um código, geralmente uma frase, e o sistema irá identificar se o usuário que está falando é quem realmente diz ser. Se o sistema não reconhecer a voz, o acesso ao local será rejeitado automaticamente.
Resultados: Este processo de reconhecimento de voz se dá no momento em que o chip busca parâmetros da voz de determinada pessoa, definindo um modelo que perceba cada característica vocal diferenciada das outras pessoas.
Aplicação: Pode ser utilizado nos mais diversos ambientes, como residências, carros, computadores, entre outros ambientes.
Fase do Projeto: Concluído

Notícias Relacionadas:

~

MPEG-4 Chip

Projeto Chip MPEG-4 é um projeto desenvolvido desde 2002 até 2006 pelo LAD através do programa federal Brazil-IP.
Objetivo: O Chip é capaz de aumentar a velocidade na transmissão de dados via internet, celular, rádio e satélite.
Descrição: O projeto previu a criação de um conjunto de circuitos integrados capaz de atender às mais avançadas demandas tecnológicas, permitindo o aumento da velocidade na transmissão de dados via internet, celular, rádio e satélite.
No início o projeto era apenas um sonho ambicioso, de professores de três universidades brasileiras: UFCG, Unicamp e UFPE. Ficou definido que cada universidade participante seria responsável pelo desenvolvimento de um circuito integrado específico, coube à Unicamp de São Paulo o decodificador de áudio MP3, à UFPE a unidade de processamento dedicado 8051 e à UFCG o componente mais complexo de todo o sistema: o decodificador de vídeo MPEG-4.
Para que a tecnologia desenvolvida pelo Brasil tivesse a credibilidade do mercado externo, todos os módulos desenvolvidos deveriam seguir uma metodologia de projetos compatível com padrões internacionais e, para isso, o Brazil-IP se tornou membro do Virtual Socket Interface Alliance (VSIA), um consórcio mundial que define padrões para projetos desse gênero.
O sucesso desta iniciativa inédita deu à equipe da UFCG o título de melhor projeto técnico-científico de todo país, entre dezenas de outros avaliados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
A tecnologia do MPEG-4 é superior ao padrão de compressão adotado pelos aparelhos de DVD ou mesmo pelos padrões de TV Digital atualmente em vigor no mundo. Um grande desafio conquistado pelo LAD, mostrando a grande capacidade de todos os membros envolvidos no projeto.
Fase do Projeto: Concluído

Notícias Relacionadas:

DengueChip (Dengue é diagnosticada em questão de minutos)

http://criadigital.com.br/denguechip

Os pesquisadores da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Helmut Neff, Elmar Melcher, Antônio Marcus Nogueira e Fernanda Correia desenvolveram -> o "DengueChip".
Descrição: O biossensor ótico de altíssima sensibilidade, é capaz de detectar se uma pessoa está infectada com o vírus da dengue em apenas 15 minutos.
Objetivo: A intenção foi desenvolver um equipamento completo e automatizado que possa ser levado a qualquer posto de saúde para diagnosticar a dengue, rapidamente e sem demora.
Fase do Projeto: Em fase de testes estatísticos de comprovação do funcionamento do método.

eTBc (Easy TestBench Creator)

Visão Geral

eTBc (Easy TestBench Creator) é uma ferramenta de apoio para a verificação funcional de projetos de hardware.
eTBc pode criar automaticamente TestBenches a partir de uma descrição do seu sistema.

BVM - Metodologia de Verificação Funcional para Brazil-IP

Descrição: BVM surgiu de VeriSC e é uma metodologia de verificação funcional, para circuitos digitais síncronos, através da comparação do DUV com seu modelo de referência, permitindo a criação do testbench antes mesmo da implementação do DUV de forma a facilitar a verificação do mesmo e dando ênfase à fase de verificação.

Objetivo: A metodologia se propõe a minimizar o tempo total de verificação e encontrar erros mais cedo, quando o DUV começa a ser implementado Além disso, essa metodologia propõe o reuso dos próprios elementos do testbench para criar os testbenches hierárquicos e para testar os próprios componentes do testbench e assegurar que eles não contenham erros.

Fase do Projeto: Em contínuo desenvolvimento.

PROBRAL

Em colaboração com o KIT e projeto visa a criação de um ambiente heterogêneo de simulação de sistemas.

Andamento

Concluído.

USB sem NIOS

Descrição: Implementação de um processador dedicado para comunicação com dispositivos USB.

Objetivo: Prover comunicação com dispositivos USB conectadas à placa DE2 gastando menos do que 10% dos recursos do FPGA e sem utilizar memória externa ao FPGA.